sábado, 26 de maio de 2007

Passageiro

Passageiro, passa nessa vida. Passam coisas, lugares e pessoas
Passa o tempo, tempo cronológico, memória que se esvai nas incontáveis horas
O passado, passou. Passa enfim, o que ficou
Fica o que sobrou, o que deixou, o não esquecido

Memória guarda e recorda, recordações, uma fábrica de pensamentos
Pensar no que se foi, no passado, no que está guardado
Guardou-se para quê?
Para lembrar

Assim se vai, ficam, como o tempo
Tempo para viver, construir, trabalhar
Trabalho duro, e a vida? Viver? Para trabalhar?
E ver? Deixar passar?

Passado passa, somos passageiros de uma passagem, viagem de mão única, destino incerto, futuro a construir, estrada longa, percalços, distâncias
Coisas ficam pelo caminho, algumas nos acompanham até o fim da estrada, outras deixam de existir,
Ora esquecidas, ora deixadas, modificadas, fortalecidas, amadurecidas, evoluídas...
Passar causa dor, e amor

Tropeços no caminho, cicatrizes, absolutismos
Absoluto é a morte, morrer pelas palavras, pelas sensações, pelos atos
Morrer, passar
Tudo é passageiro

Palavra que fere como obsidiana, pensar-se-á o que será
Um lado desgastado, a moeda de uma cara, uma parte que se foi
Viagem de diversas partidas, destinos, e companhias
Viajar, passar, voar, ver, viver.

Fabíola Corrêa

Um comentário:

poeta matematico disse...

Hum

Desculpe, nao deu pra responder antes, foi mal...

Bueno, sou de Brasilia, mas estou morando no Rio a Mestrado. Vamos conversar mais

Meu e-mail eh mahungria1@gmail.com.

Estes dois amigos blogueiros meus sao do Para e tem blogs. O primeiro faz mestrado em fisica ai na UFPA e o outro eh dai e faz mestrado no Nordeste:

http://coyotefisico.blogspot.com/
http://policarpe.blogspot.com/

Abracos...