quarta-feira, 16 de maio de 2007

Cenário da Política Brasileira.


Clodovil prometeu revolucionar, pelo menos cumpriu a promessa.

O deputado estilista, eleito com aproximadamente 500 mil votos, afirmou em seu programa de televisão que "as mulheres ficaram muito ordinárias, ficaram vulgares, cheias de silicone" e que hoje em dia "as mulheres trabalham deitadas e descansam em pé".

Após dar a declaração, firmou briga com outra deputada da Casa Civil, Cida Diogo, que com o aval da bancada feminina da Câmara, começou a recolher assinaturas para que Clodovil Hernandez fosse obrigado a se retratar publicamente e pedir desculpas às mulheres.
Após o fato, Clodovil teria dito à Cida Diogo que ela era tão feia que nem para ser puta serviria. Aos prantos, a deputada queixou-se da agressão à mesa .

Clodovil poderá até ter seu mandato cassado, enquanto a dignidade e o respeito às mulheres, resta cassado e porque não dizer, morto, pelas palavras e ações deste deputado.

Ocorre que, a declaração absurda, não chega a surpreender, levando-se em consideração que o autor é Clodovil, famoso por suas declarações impróprias ou indelicadas. Usou, por exemplo, como discurso em sua campanha para deputado: 3611 é o meu número. Agora, porque que eu escolhi o 11? Porque o 24 já era, agora é um atrás do outro".

O que surpreende é a (in)capacidade do povo, que conseguiu desperdiçar aproximadamente 500 mil votos com o Clodovil, provando sua falta de bom senso e consciência política ao eleger como representante um homem sem modos ou projetos descentes.

Natascha Damasceno

Um comentário:

Fabíola disse...

Essa do 11 ainda n tinha ouvido falar. ele sempre falou o que quis e por isso é polêmico, contudo, acho que há tanto com que se preocupar e se OCUPAR naquele congresso, que nossos queridos políticos dão importância para assuntos q n dizem respeito à ordem e progresso brasileiros. Onde vamos parar? Em um salão de beleza com o Clodovil?