sábado, 9 de maio de 2009

Surto psicótico

Não resistindo aos seus impulsos mórbidos, desde ontem o caderno Polícia do jornal Diário do Pará traz fotos de cadáveres (mal) ocultados por tarjas pretas. Nelas, os dizeres: "Censurado pela Justiça do Pará". Dá vontade de rir de tamanha falta de senso de realidade. Será que eles esperam uma manifestação popular em seu favor?

3 comentários:

Repórter de Sandálias disse...

Olha, não me admiro se essa manifestação popular realmente ocorrer... Já vi gente, principalmente a mais humilde, comprando o Diário só pra ver as fotos e ler as manchetes apelativas do Polícia. O povo gosta da barbárie, se identifica com ela... Como já diria o Lúcio Flávio, Caderno Policial é coluna social de pobre!!

És o Allan? Não estás mais assinando os textos?

Bjo

camila chaves disse...

rapaz, eu sinto muita raiva dessa coisa toda. a mesma mídia que oprime e desrespeita, quando regulada tenta dar uma de vítima que teve a sua tal "liberdade de expressão" tolhida.

e não concordo que "o povo" goste de barbárie. me decepcionei muito no meu primeiro dia de estágio, quando entre as primeiras orientações passadas por meu editor estava aquela velha máxima que falava desse tal gosto do povo.

eu discordei de cara. em são luís temos um jornal de R$0,25, chamado "aqui maranhão". seria uma ótima oportunidade de dar alguns passos rumo à democratização da comunicação. e isso nem é utopia!

as pessoas estão sedentas de informação, mas informar-se ainda é caro. infelizmente. sem contar que é somente nas páginas policiais que elas vêem o filho do vizinho, o colega da época da escola, a filha da lavadeira...

se o jornal mais barato é o que só traz esse tipo de informação, e se essas pessoas só têm acesso a ele, como elas saberão que gostam daquilo e não de outra coisa?

unhum... eu queria era que a justiça do maranhão fizesse a mesma coisa. quem sabe um dia isso aconteça (e olha eu escrevendo demais de novo. rs.).

beijo, fabíola. gostei bastante do teu blog.

camila chaves disse...

hahaha conheço a fabíola. gente, e só depois que enviei o comentário descobri que era um blog coletivo e que muito provavelmente as matérias que comentei nem fossem dela, já que não estavam assinadas. rs. mas falarei a ela. gostei das idéias por aqui. tanto que adicionei lá pelos meus. ficarei ligada em quando aparecerem as novidades. abraços, (=